Museu de Artes e Tradições do Nordeste



Inaugurado em 1991, exibe acervo eclético que inclui fósseis de peixes do Cariri, traje típico de vaqueiro (com selas e laço), cerâmica popular, cestaria, coleções de ferros de engomar a carvão, lamparinas, máquinas de costura e funis de lata. As rendas de bilro não poderiam faltar. Muito menos as famosas garrafas com areia colorida. Destaque para a vitrine em homenagem ao padre Cícero Romão. A biblioteca, com literatura de cordel, e a pinacoteca, com telas de pintores como Chico da Silva, complementam a visita.

Setor de Grandes Áreas Norte – Casa do Ceará – quadra 910 - conjunto F

Como chegar lá:

Telefone: 61-3533-3800

Visitação: segunda a quinta, 8h às 12h; 14h às 16h30 (sexta-feira, até 15h30).

Gratuito.

Acessibilidade para pessoas com deficiência locomotora.

Acesso: linhas de ônibus que atendem a W3 Norte.

Mais informações: www.casadoceara.org.br



Memorial Darcy Ribeiro


Projetado por João Filgueiras Lima/Lelé, esse misto de espaçonave com oca foi inaugurado em 2010. Abriga a mostra As Utopias de Darcy, com objetos pessoais, artesanato indígena, fotos e vídeos sobre Darcy e sua primeira esposa, a antropóloga Berta Ribeiro. Destaque para um nanquim com o retrato de Rondon, de Portinari e um retrato de Berta, por Pancetti. Do espaço fazem parte também a biblioteca, três salas de aula, 20 gabinetes de pesquisa, um centro de documentação audiovisual e um café-bistrô. No anfiteatro coberto, batizado por Darcy de “Beijódromo”, acontecem desde palestras a animadas apresentações musicais.

Universidade de Brasília - Campus Universitário Darcy Ribeiro - ao lado da Reitoria

Como chegar lá:

Telefones: 61-3107-0605

Visitação: segunda a sexta, 9h às 17h.

Gratuito.

Acessibilidade para pessoas com deficiência locomotora.

Acesso: linhas de ônibus que atendem a via L2 Norte e a UnB.

Entorno: o campus em si vale uma longa visita, pois abriga vários museus de ciências, como a Experimentoteca, o Museu de Geociências, o Herbário, a Mostra Permanente de Sismologia e o Museu de Anatomia Humana.

Mais informações: www.fundar.org.br



Memorial dos Povos Indígenas


Datado de 1987, o prédio em formato de oca Yanomami é um projeto de Oscar Niemeyer. Seu interior exibe parte da coleção etnográfica de arte plumária Urubu-Ka’apor, cerâmica, cestaria e adornos coletados por mais de trinta anos pelos antropólogos Darcy e Berta Ribeiro e Eduardo Galvão, além de mostras temporárias. No pátio interno, os eventos expressam a diversidade da cultura indígena. Na área externa, o bosque homenageia as etnias nativas do Brasil.

Eixo Monumental Oeste – Praça do Buriti

Como chegar lá:

Telefone: 61-3344-1154

Visitação: diariamente, 9h às 18h.

Gratuito.

Acesso: linhas de ônibus que atendem o Eixo Monumental e o SIG.

Entorno: o Memorial JK situa-se em frente. Próximos, encontram-se o Memorial do TJDFT e o Memorial do TCDF.

Mais informações:
www.cultura.df.gov.br/nossa-cultura/museus